Palestras, apresentações culturais e ações solidárias, integram a programação da Recepção de Calouros da UNEMAT câmpus de Alta Floresta

A promoção da integração entre calouros e veteranos e o incentivo à interação com comunidade externa através de ações solidárias, são alguns dos objetivos principais da Recepção de Calouros organizada pelo câmpus da UNEMAT de Alta Floresta.

Realizado pela Comissão de Recepção de Calouros, tendo como coordenadora a Profª Luciene Castuera, o evento surgiu como forma de oferecer aos novos alunos uma recepção que trouxesse além da integração com os acadêmicos e comunidade, alguns momentos de socialização de informações necessárias para o cotidiano da vida acadêmica, como contato com as estruturas administrativas, passando pelos ambientes que frequentarão durante a formação universitária e pela integração universidade e sociedade.

Para a Diretora de Unidade Regionalizada Administrativa, Clades Zimmerman, a recepção tem como objetivo valorizar a conquista desses alunos que conseguiram ingressar no Ensino Superior e também aproximá-los da realidade dos cursos.

Num primeiro momento, foi realizada uma “Noite Cultural” com palestras que objetivaram sensibilizar os participantes quanto aos temas sobre ISTs (Infecções Sexualmente Transmissíveis) e Riscos do Uso de Drogas Lícitas e Ilícitas e, uma  apresentação cultural para os calouros dos cursos de Ciências Biológicas e Direito. Para as próximas semanas, está previsto o “Dia Cultural” para os cursos de Engenharia Florestal e Agronomia.

No lugar do tradicional trote, o câmpus continua com o projeto UNEMAT Solidária. A “Gincana Solidária” que é uma ação que envolve os acadêmicos de todos os cursos do câmpus a fim de arrecadar alimentos não perecíveis e então destinar a instituições de caridade do município, também aos acadêmicos e funcionários da intituição que por ventura estejam passando por situação socioeconômica vunerável.

Neste ano além da arrecadação de alimentos, também serão arrecadados móveis usados e roupas e será feita uma Campanha de Doação de Sangue em breve.

Como destaca a Diretora de Unidade Regionalizada Político-Pedagógica e Financeira do Câmpus de Alta Floresta, Ivone Vieira da Silva: “o trote é uma espécie de ‘ritual’ de passagem para o nível superior de ensino, que inclui a integração entre calouros e veteranos. No nosso Câmpus, queremos que ele aconteça promovendo essa integração, mas principalmente caracterizado pela cooperação junto as causas sociais que abrange não só nossos acadêmicos, mas a comunidade altaflorestense.

 

Clerinéia Araldi Kruger

Assessoria de Comunicação