UNEMAT participa de reunião do Comitê Multi-Institucional de Alta Floresta para apresentar a evolução da COVID-19 no município

Um projeto desenvolvido por pesquisadores da UNEMAT, do Campus de Alta Floresta, em parceria com a Secretaria Municipal de Saúde do município, tem subsidiado a tomada de decisão do poder executivo, desde o início da pandemia. Entre as principais ações desenvolvidas pela equipe de pesquisadores estão a apresentação mensal de análises de dados do comportamento epidemiológico da COVID-19 para os gestores da secretaria municipal de saúde, atenção básica e vigilância epidemiológica.

Os trabalhos desenvolvidos pela equipe têm se tornado cada vez mais conhecidos por autoridades e pela população local. O destaque que o projeto ganhou decorre principalmente da elaboração de notas técnicas e do plano de contingenciamento da COVID-19, bem como da participação dos cientistas em programas de rádio e televisão. Ademais, ganhou peso nesse processo, a divulgação de informações epidemiológicas da COVID-19 nas redes sociais, sobretudo nas redes da própria Universidade, da prefeitura municipal e do governo do estado.

Dado o reconhecimento da importância do trabalho desenvolvido pela equipe, bem como a qualidade do material produzido, os pesquisadores têm sido chamados para esclarecer dúvidas referentes ao comportamento epidemiológico da doença e subsidiar discussões que ocorrem em outras esferas, além do executivo. Foi nesse contexto que as pesquisadoras Dra. Célia Regina Araújo Soares Lopes e Dra. Marla Leci Weihs participaram, no dia 9 de fevereiro, da reunião do Comitê Multi-institucional de Alta Floresta que reúne representantes da Justiça do Trabalho, do Ministério Público do Trabalho, da Justiça Estadual, do Ministério Público Estadual, da Defensoria Pública, além de outros órgãos, visando apresentar os resultados do monitoramento da Covid-19 em Alta Floresta.

Entre os dados apresentados ao Comitê, sustentaram as discussões: o aumento de 517,37% no número de casos, entre dezembro de 2020 e janeiro de 2021; o número diário de casos ativos (388, em 3 de fevereiro); a queda na taxa de letalidade; o significativo número de casos entre crianças, menores de 5 anos (49 casos); a distribuição da doença por sexo e idade (mulheres são as mais acometidas, mas homens são os que vão mais a óbito, sobretudo quando são idosos); a distribuição da doença por bairros (Cidade Alta, Bom Pastor, Boa Nova, Cidade Bela e Canteiro Central, são os de maior incidência da doença) e o cenário preditivo que supõe que, se não houver mudanças significativas no quadro atual, o número de óbitos pode chegar a 57 no dia 2 de março e 5530 casos confirmados.

Entre os principais questionamentos à Secretaria Municipal de Saúde estiveram: a necessidade de investigação da possível ocorrência da nova variante no município; a necessidade de ampliação do controle sobre a circulação de pessoas, por meio de fiscalização; as medidas que são necessárias para resolver o atual colapso do sistema hospitalar no município; e o ritmo da vacinação.

Por fim, a Juíza do Trabalho, Dra. Janice Schneider Mesquita, encerrou a reunião agradecendo a UNEMAT pelo trabalho e pela iniciativa de compartilhar o conhecimento. Nas palavras da Juíza “o conhecimento acadêmico, que não gera algum benefício para o bem comum, não serve para nada. Ou essas estatísticas contribuem de alguma forma para a tomada de decisões, ou podem ir para a gaveta e ninguém vai tomar conhecimento. Então eu vejo como uma contribuição incrível, tanto para as autoridades como para a Secretaria se Saúde, porque é isso que dá sentido para toda essa pesquisa”.

A equipe do projeto continuará oferecendo análises dos dados enquanto durar a pandemia.

Participaram da reunião as seguintes autoridades: Dra. Janice Schneider Mesquita - Juíza do Trabalho; Dra. Milena Ramos de Lima Souza Paro - Juíza de Direito; Dr. Tibério de Lucena Batista - Juiz de Direito; Dra. Janaína Rebucci Dezanetti - Juíza de Direito; Dr. Danilo Nunes Vasconcelos - Procurador do Trabalho; Dra. Juliana de Oliveira Góis - Procuradora do Trabalho; Dr. Luciano Martins da Silva - Promotor de Justiça; Dr. Paulo Roberto Marquezini - Defensor Público; Lauriano Barella – Secretário de Saúde do Município de Alta Floresta; Dra. Marla Leci Weihs - Professora da UNEMAT; e Dra. Célia Regina Araújo Soares Lopes - Professora da UNEMAT.

Participam do projeto:

Profª Drª Célia Regina AráujoSoares Lopes - UNEMAT

Prof. Dr. Edgley Pereira da Silva - UNEMAT

Prof. Msc. Franciel Eduardo Rex - UNEMAT

Profª Drª Ivone Vieira da Silva - UNEMAT

Prof. Msc. Luciano Ribeiro Galvão – ESALQ-USP

Profª Drª Luciene Castuera de Oliveira - UNEMAT

Profª Drª Marla Leci Weihs - UNEMAT

Robson Gomes Pedro- acadêmico da UNEMAT

Lauriano Antonio Barella – Secretário Municipal de Saúde de Alta Floresta

Flávia Alves de Oliveira Melo - Enfª Diretora de Saúde Pública- Secretaria Municipal de Saúde de Alta Floresta