Unemat recupera córrego em Alta Floresta em parceria com Rotary, Prefeitura, Ibama e Sema

Uma parceria entre a Universidade do Estado de Mato Grosso (Unemat) e o Clube de Serviço Rotary está em andamento para a recuperação do córrego Papai Noel, em Alta Floresta. Também participam do projeto a Prefeitura Municipal de Alta Floresta, o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) e a Secretaria de Estado do Meio Ambiente (Sema-MT).

A ideia surgiu após o Clube Rotário de Alta Floresta se inspirar nas metas ambientais do Rotary Interacional. Devido à necessidade de recursos, surgiu a parceria com as demais instituições.

De acordo com o diretor de Projetos Humanitários do Rotary, André Juliano, o recurso inicial previsto para a recuperação do córrego estava avaliado em torno de R$ 23 mil, sendo que parte do recurso foi adquirido por intermédio do Ibama, com a recuperação de áreas através de multas (as chamadas 'multas de regeneração').

Já a Unemat colaborou com a capacitação técnica. De acordo com o coordenador do curso de Engenharia Florestal, professor Augusto Moraes, o convite para o projeto foi feito aos alunos no início do ano. A universidade apresentou uma ideia geral de como poderia ser feita esta recuperação e apresentou também propostas para análises de água, conscientização da população do entorno do córrego e estudos de doenças ligadas à água. O monitoramento da área será feito por um bolsista designado durante 18 meses. “Durante 18 meses vamos conseguir manter esta área bem recuperada e, se possível, caso consigamos mais recursos, pretendemos continuar monitorando a área e expandir para outras”, explicou o professor.

O plantio de mudas teve início na terça-feira passada (11) e contou com a participação de representantes de todas as entidades parceiras do projeto. A diretora de Meio Ambiente da Secretaria Municipal de Desenvolvimento de Alta Floresta, Célia Castro, explica que a Prefeitura auxiliará com maquinários e também na parte financeira. “Acredito muito nesta parceria. Vemos a empolgação dos alunos, muitos do primeiro semestre, e quando eles estiverem se formando isto aqui estará formado também”, disse Célia.

Por: Bruno Felipe e Nataniel Zanferrari - Assecom - Cáceres/MT

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.