Dois professores do Campus de Alta Floresta têm projetos aprovados no Edital Universal do CNpq

Os professores Carlos Antonio da Silva Júnior e Pedro Vasconcellos Eisenlohr obtiveram êxito em seus projetos submetidos ao Edital Universal do CNPq (Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico) 2018. O resultado, divulgado na última semana, premia o trabalho desses dois pesquisadores e permite a captação de um montante somado de R$ 88.747,80.
O Prof. Carlos irá desenvolver o projeto intitulado "Monitoramento da evolução da soja no bioma Amazônia e sua influência no sequestro de carbono utilizando-se série de tempo e índices de vegetação", cujo valor aprovado foi de R$ 29.761,60. O projetoserá realizado em parceria com pesquisadores colaboradores (nacionais e internacionais), além de discentes de iniciação científica e pós-graduação. A área de estudo compreenderá aproximadamente 661 mil km2, contemplada por 92 municípios brasileiros. Serão adquiridas imagens orbitais e aplicadas técnicas espaço-temporal em VIS/NIR para avaliar o ambiente, o qual será validado por meio de expedição.
O Prof. Pedro, por sua vez, teve aprovado o projeto "Restauração ecológica na transição Cerrado-Amazônia: adequabilidade ambiental, atributos funcionais e mudanças climáticas", com um aporte de R$ 58.986,20. O projeto terá a colaboração de pesquisadores de variadas instituições e também do próprio Câmpus de Alta Floresta (Profª Ivone Vieira da Silva). A proposta almeja identificar, por meio de modelos estatísticos, áreas com adequabilidade ambiental às espécies vegetais da transição Cerrado-Amazônia que tenham potencial para serem utilizadas na restauração de áreas degradadas dessa região. Essas espécies serão submetidas a investigações anatômicas que indicarão o potencial que cada uma possui frente os cenários de aquecimento global.
O Câmpus de Alta Floresta parabeniza os dois pesquisadores e deseja sucesso aos mesmos no desenvolvimento dos respectivos projetos.

Nota de Pesar Oficial

É com pesar que o Câmpus de Alta Floresta, da Universidade do Estado de Mato Grosso decretou luto oficial por três dias, sem suspensão das atividades administrativas e pedagógicas. O luto é em função da morte, ocorrida na madrugada do dia 03/11/18, do professor Rogério Dias Dalla Riva do curso de Engenharia Civil, do câmpus de Sinop e coordenador do curso de Engenharia Civil no Núcleo Pedagógico de Lucas de Rio Verde.
O professor Dalla Riva, 69 anos, que também será lembrado pela participação especial na consolidação do Câmpus da Unemat, em Alta Floresta, deixa também esposa, que faz parte desta família como aluna do Curso de Direito do Câmpus de Alta Floresta, Sra Lourdes Iarema.
Dalla Riva vinha tendo problemas de saúde e no último mês chegou a ficar hospitalizado em UTI com problemas de hemorragia. Na madrugada do dia 03, outra hemorragia seguida de parada cardíaca e falência múltipla dos órgãos o levaram a óbito. O corpo foi velado, em Sinop, e, em Alta Floresta, onde foi enterrado, no domingo (4), às 8 horas, no Cemitério Jardim da Saudade.
Aos familiares e amigos, a Unemat deseja que Deus possa confortar e consolar pela perda.
 
-- 
 
Clerinéia Araldi Krüger
Diretora de Unidade Regionalizada Administrativa 
Campus Universitário de Alta Floresta
Luiz Fernando Caldeira Ribeiro
Diretor de Unidade Regionalizada Político-Pedagógica e Financeira 
Campus Universitário de Alta Floresta
Universidade do Estado de Mato Grosso – UNEMAT – Campus Universitário de Alta Floresta
End.: Rodovia MT-208, Km.146, Bairro: Jardim Tropical – Cx. Postal 324 – CEP: 78.580-000
Fone: (66) 3521-0201 – e-mail:duraaltafloresta@unemat.br
 
 
 
 
 
 
ResponderResponder a todosEncaminhar

Diretor do Câmpus de Alta Floresta fará parte da gestão 2019/2022

O reitor eleito da Universidade do Estado de Mato Grosso (Unemat), Rodrigo Bruno Zanin, anunciou, ao lado da vice-reitora eleita, Nilce Maria da Silva, os nomes dos pró-reitores de sua gestão na tarde desta quarta-feira (31), durante a 3ª sessão ordinária do Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão (Conepe), realizado no Auditório do Bloco Dr. Leopoldo Ambrósio Filho, do Hospital Regional de Cáceres.

Rodrigo Zanin explicou que a escolha das pessoas para suceder a equipe que encerra a gestão em 31 de dezembro foi pautada pelas propostas de gestão elencadas durante a campanha. E o reitor que assumirá a gestão 2019/2022 lembrou que os futuros pró-reitores aceitaram a tarefa num momento difícil, em que enfrentarão desafios estaduais e nacionais. E disse ainda que é preciso nunca esquecer: “A razão de existir da Unemat são os nossos alunos, eles são prioridade, e a prioridade máxima é a nossa sociedade”, frisou o reitor eleito.

O Diretor do câmpus de Alta Floresta, professor Luiz Fernando Caldeira Ribeiro atuará na Pró-Reitoria de Planejamento e Tecnologia da Informação.

Para a Pró-Reitoria de Ensino de Graduação foi escolhido o professor Alexandre Gonçalves Porto do câmpus de Barra do Bugres, atual pró-reitor de Gestão Financeira.

À frente da Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação, atualmente ocupada por Rodrigo Zanin, assume o professor Anderson Fernandes de Miranda, que hoje exerce o cargo de diretor político-pedagógico e financeiro do câmpus de Tangará da Serra.

A Pró-Reitoria de Extensão e Cultura será comandada pela professora do curso de Agronomia do câmpus de Cáceres, Leonarda Grillo Neves.

Para a Pró-Reitoria de Assuntos Estudantis foi anunciada a professora do câmpus de Alto Araguaia, Antonia Alves Pereira, que atua como diretora de Gestão Acadêmica na Pró-Reitoria de Ensino de Graduação.

O técnico Tony Hirota Tanaka, atual diretor de Unidade Regionalizada do câmpus de Tangará da Serra, assumirá a Pró-Reitoria de Administração.

À frente da Pró-Reitoria de Gestão Financeira foi anunciado o professor Ricardo Keichi Umetsu, hoje diretor político-pedagógico e financeiro do câmpus de Nova Xavantina.

Ata Nº 95 da Sessão Ordinária do Colegiado Regional

Ao vigésimo e sexto dia do mês de setembro do ano de dois mil e dezoito, às 13:30h, reuniram-se, nas dependências da Sala 01 do Câmpus I, em Alta Floresta, sob a presidência do Professor Luiz Fernando Caldeira Ribeiro (doravante DPPF), o Colegiado Regional do Câmpus de Alta Floresta, com a presença dos seguintes membros: Ostenildo Ribeiro Campos, Mendelson Guerreiro de Lima, Lucia Braga Souza e Ivone Vieira da Silva. Justificaram a ausência os docentes Pedro Vasconcellos Eisenlohr, por estar acompanhando a esposa em consulta médica (atestado), Diego Cardoso Berardinelli Monteiro, por estar em férias; Rafaela da Silveira, justificativa de estar com demanda de trabalho na FACBA e Solange Aparecida Arrolho da Silva, por estar em reunião do Conselho do Parque Cristalino. Não justificou a ausência o professor Rubens Marques Rondon Neto. Às 13:15 foi realizada a primeira contagem de quórum e as 13:40 realizada a segunda contagem não havendo quórum novamente. o Presidente cumprimentou todos e iniciou a 95ª Sessão Ordinária do Colegiado Regional. O DPPF solicitou aos presentes, em caráter de urgência, permissão para emitir ad referendum nos processos de institucionalização de projetos de extensão e de relatórios finais. Informalmente, foi apresentados os informes sobre as construções do Câmpus e a compra do ares condicionados. Nada mais havendo a tratar, o DPPF agradeceu a todos pela presença e participação e, às 15h00min, encerrou a sessão, da qual, para constar, eu, Luiz Fernando Caldeira Ribeiro, DPPF e Presidente do Colegiado Regional, lavrei a presente ata que, se aprovada, será assinada por mim e pelos membros deste Colegiado. Alta Floresta, MT, em 26 de setembro de 2018.

Assinar este feed RSS